sexta-feira, 8 de junho de 2012

O olhar de quem ama...


 


Cada um tem uma maneira de ver, sentir e viver o amor!

O amor talvez seja uma planta imaginária que formulamos do nosso jeito, ao nosso gosto...
Podemos optar por regá-la ou simplesmente esquecê-la.
As vezes brinco que o amor tem gosto de café e que comparado ao mesmo, me desperta e eu quero sempre uma dose todas as manhãs.
Eu sou do tipo que nasci amando e sei que vou morrer amando.
Não me importo se machuca, doí, deixa marca...
Eu nem penso nisso quando falo de amor, porque pra mim o amor encanta, colori e me faz bem.
Só consigo pensar em quantas vezes sorri com algum gesto que talvez nem tenha sido por amor...MAS EU VI AMOR.



Eu descobri que o amor é como nossos olhos, como a retina, como a pupila...como o globo ocular.


CADA UM TEM SEU OLHAR, SUA VISÃO!

Alguns desenvolvem astigmatismo, miopia, estrabismo.
Alguns já nascem com problemas, outros desenvolvem, e alguns chegam a curá-la.
Éh, o amor é bem assim!
Engraçado mas no meu olhar, o MEU  amor é daltônico...
Eu mudo a cor cada vez que eu preciso,pra me transformar.
O meu amor me renova, me muda de dentro pra fora, me faz crescer, me faz viver.
O meu amor é só meu, mas ainda á quem ache bonito, encontre beleza e se encante, por isso o amor é uma doação.
Entregamos sem nada cobrar, mas só a quem sabe enxergar beleza á seu modo.


Autoria: Bia Shimu


Nenhum comentário:

Postar um comentário